5 distúrbios do sono das crianças

Postado em 03/10/2018

5 distúrbios do sono das crianças

Despertar noturno: Você acorda no meio da noite com seu filho chorando e gritando, mas quando chega perto, ele parece ainda estar dormindo. Não se assuste, isso é apenas um despertar noturno. “Até os 3 anos a criança manifesta que acordou em média duas vezes por noite, fora as outras em que volta a dormir sozinha”, diz a pediatra Marcia Pradella-Hallinan. Pode ser até que ele sente na cama e abra os olhos, mas o despertar é apenas parcial. Então, evite mexer na criança. Se o chamado for insistente, converse calmamente e diga que ainda não é hora de acordar.

Bruxismo: Nesse caso, a criança range os dentes durante o sono. Pode aparecer e desaparecer espontaneamente entre 1 e 2 anos, quando os dentes estão nascendo, e por volta dos 10 anos, quando a dentição permanente começa a surgir. Mas se o seu filho bate os dentes com frequência à noite e parece que eles vão quebrar, é preciso consultar um dentista. Além do desgaste da arcada dentária, o bruxismo pode causar dor de cabeça e na mandíbula. Não existe cura, mas dá para atenuar os sintomas com medicação e o uso de placas que não deixam um dente bater no outro.

Apneia: Normalmente vem acompanhada do ronco e pode ser identificada como pequenas pausas na respiração. “Acontece por volta dos 2 e 3 anos, quando as amídalas e a adenoide se desenvolvem num ritmo mais acelerado do que as vias aéreas”, explica Marcia Pradella-Hallinan. As estruturas ficam apertadas e a passagem do ar se torna mais difícil, o que pode causar a obstrução total da respiração. Essas paradas prejudicam a oxigenação dos tecidos do corpo, por isso, em geral a apneia precisa ser tratada com cirurgia.

Sonambulismo: Cerca de 40% das crianças podem ter uma ou outra crise, principalmente entre 3 e 7 anos. A não ser que aconteça todos os dias, não é preciso fazer tratamento. O principal é prevenir acidentes, como manter as janelas fechadas e os objetos pontiagudos em local seguro. Os episódios costumam durar de 2 a 3 minutos e você não precisa acordar seu filho, apenas encaminhá-lo de volta à cama com tranquilidade.

Enurese noturna: Mais uma vez seu filho acordou com a cama molhada? Isso é normal até os 4 anos, quando ele ainda está aprendendo a controlar os esfíncteres durante a noite. “Depois dessa fase, pode ser que a criança faça xixi na cama de vez em quando, mas se for algo constante, é preciso investigar”, afirma a pediatra Ana Maria Escobar. A causa pode ser genética ou até psicológica, mas você pode ajudar evitando líquidos até duas horas antes de seu filho dormir.

 

Outras Notícias

 

Prática de atividades físicas regulares reduz risco de diabetes infantil
Postado em 14/12/2018

Vinte minutos de atividades físicas diárias. Pode parecer pouco, mas é tempo suficiente para reduzir o risco de uma criança obesa desenvolver diabetes tipo 2. É o que indica um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Georgia, nos Estados Unidos, pu...
leia mais »

4 dicas para fazer ótimas anotações em aula
Postado em 06/12/2018

Para ser um bom estudante, você precisa desenvolver sua capacidade de organização, bons hábitos de estudo e disciplina em geral. Uma das primeiras habilidades que você deve fortalecer é a sua capacidade de fazer anotaç&ot...
leia mais »

4 passos para um diálogo efetivo com os filhos
Postado em 29/11/2018

O que seus avós desejavam para os filhos há 50 anos? Esta foi a pergunta que o psicólogo e psicanalista Luiz Alberto Conti levantou para uma plateia de pais e mães aqui na Editora Abril, em São Paulo. As mais diversas respostas surgiram: que os filhos casassem, ...
leia mais »