5 distúrbios do sono das crianças

Postado em 03/10/2018

5 distúrbios do sono das crianças

Despertar noturno: Você acorda no meio da noite com seu filho chorando e gritando, mas quando chega perto, ele parece ainda estar dormindo. Não se assuste, isso é apenas um despertar noturno. “Até os 3 anos a criança manifesta que acordou em média duas vezes por noite, fora as outras em que volta a dormir sozinha”, diz a pediatra Marcia Pradella-Hallinan. Pode ser até que ele sente na cama e abra os olhos, mas o despertar é apenas parcial. Então, evite mexer na criança. Se o chamado for insistente, converse calmamente e diga que ainda não é hora de acordar.

Bruxismo: Nesse caso, a criança range os dentes durante o sono. Pode aparecer e desaparecer espontaneamente entre 1 e 2 anos, quando os dentes estão nascendo, e por volta dos 10 anos, quando a dentição permanente começa a surgir. Mas se o seu filho bate os dentes com frequência à noite e parece que eles vão quebrar, é preciso consultar um dentista. Além do desgaste da arcada dentária, o bruxismo pode causar dor de cabeça e na mandíbula. Não existe cura, mas dá para atenuar os sintomas com medicação e o uso de placas que não deixam um dente bater no outro.

Apneia: Normalmente vem acompanhada do ronco e pode ser identificada como pequenas pausas na respiração. “Acontece por volta dos 2 e 3 anos, quando as amídalas e a adenoide se desenvolvem num ritmo mais acelerado do que as vias aéreas”, explica Marcia Pradella-Hallinan. As estruturas ficam apertadas e a passagem do ar se torna mais difícil, o que pode causar a obstrução total da respiração. Essas paradas prejudicam a oxigenação dos tecidos do corpo, por isso, em geral a apneia precisa ser tratada com cirurgia.

Sonambulismo: Cerca de 40% das crianças podem ter uma ou outra crise, principalmente entre 3 e 7 anos. A não ser que aconteça todos os dias, não é preciso fazer tratamento. O principal é prevenir acidentes, como manter as janelas fechadas e os objetos pontiagudos em local seguro. Os episódios costumam durar de 2 a 3 minutos e você não precisa acordar seu filho, apenas encaminhá-lo de volta à cama com tranquilidade.

Enurese noturna: Mais uma vez seu filho acordou com a cama molhada? Isso é normal até os 4 anos, quando ele ainda está aprendendo a controlar os esfíncteres durante a noite. “Depois dessa fase, pode ser que a criança faça xixi na cama de vez em quando, mas se for algo constante, é preciso investigar”, afirma a pediatra Ana Maria Escobar. A causa pode ser genética ou até psicológica, mas você pode ajudar evitando líquidos até duas horas antes de seu filho dormir.

 

Outras Notícias

 

O que fazer para combater o piolho?
Postado em 20/10/2018

O piolho é minúsculo, mas poderoso. Capaz de provocar coceira intensa e, com ela, o início de uma infecção que irá comprometer a saúde da criança, se não for combatida de modo adequado. E o pior é que ele vem atormentando a hum...
leia mais »

Erros que os pais cometem ao colocar os filhos para dormir
Postado em 13/10/2018

Como todos os comportamentos do ser humano, o sono precisa ser ensinado ou condicionado. Criar certos hábitos pode acostumar mal a criança ou aumentar sua dependência dos pais. Listamos os principais erros que os casais cometem quando o assunto é hora de dormir:

...
leia mais »

Dicas para ensinar a criança a comer de manhã
Postado em 25/09/2018

Se o seu filho não tem costume de se alimentar pela manhã, é hora de mudar esse hábito. “Em primeiro lugar, explique para a criança por que essa refeição é fundamental. Além disso, os pais precisam insistir, de forma amigá...
leia mais »